AMB Maranhão

Associação Médica Brasileira explica posição contrária ao aumento de vagas para curso de Medicina

A AMB publicou nota em seu site oficial explicando o seu posicionamento. Leia a nota na íntegra.

A AMB publicou nota em seu site oficial explicando o seu posicionamento. Segue a nota na íntegra.

“A Associação Médica Brasileira posicionou-se oficialmente em 10 de maio, após amplo debate da Diretoria Executiva, sobre questionamento da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, do Ministério da Educação. Em ofício de número 158/2021, a consulta SERES/MEC versava sobre proposta normativa de aumento de vagas do curso de Medicina.

A AMB, naturalmente, é contrária a qualquer aumento da oferta de vagas em escolas médicas. Em resposta também oficial, despachada em 10 de maio, apresenta argumentações consistentes para sensibilizar o MEC de que o Brasil não requer nem necessita de médicos em quantidade, mas de qualidade, para a assistência dos cidadãos:

Embasam a posição firme e em defesa da Saúde e da Medicina os seguintes pontos:

  • Já temos uma formação acima de 30.000 médicos anualmente;
  • Somente 1,7% das Instituições de Ensino Superior, conseguiram nota 5 no IGC do MEC;
  • Não possuímos instrumento de avaliação dos egressos dos cursos de medicina;
  • Não há professores qualificados na relação docente/aluno, capazes de suprir o mínimo necessário para uma formação adequada do médico.

Com respeito e coerência, a Associação Médica Brasileira expressou, assim, a total discordância quanto à autorização do aumento de vagas nas escolas de Medicina.

Aproveitando a oportunidade, firmou sugestão da criação de um Conselho Consultivo Externo, para avaliação criteriosa e específica do número de vagas disponíveis nos cursos de graduação médica atualmente em funcionamento”.

Fonte: JORNAL DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA | EDIÇÃO 1417 – AGO/2021

Postagens relacionadas

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.